The Vamps fala sobre o show no CarFest em entrevista para BBC Breakfast

0
162


Na segunda feira, dia 31 de julho, a banda participou de uma entrevista no canal de televisão BBC, para o programa BBC Breakfast, um programa que acontece todos os dias de manhã, no Reino Unido.

Naga Munchetty: Em 2012 eles formaram a banda e postavam covers para a sua página no youtube.

Charlie Stayt: E depois de 5 anos, o quarto álbum do The Vamps, tirou o albúm do Ed Sheeran do topo das paradas, nesse mês.

Naga: Nós vamos falar com o Brad, Connor, James e Tristan em um minuto. Bom dia a todos.

Todos: Bom dia.

Tristan: Como você está?

Naga: Eu estou muito bem, como vocês estão? Vocês parecem muito, muito animados e felizes para essa hora da manhã.

Tristan: Efeito do festival de carros de ontem.

Charlie: Vamos explicar. Vocês estavam no palco ontem à noite, não estavam?

Connor: Sim, nós estávamos.

Charlie: E foi em um festival de carros- CarFest?

Brad: Sim.

Charlie: E como foi para vocês, foi um lugar legal?

B: Sim, foi legal, muito bom. Estava chovendo e quando nós subimos no palco, o sol saiu, o que foi muito bom.

Charlie: Ah! Então o público deve ter amado vocês por isso!

B: Sim!

Charlie: Vamos falar mais um pouco sobre o Festival em um minuto, mas primeiro vamos ver o seu último single, Middle of the Night.

Charlie: O que é muito engraçado que, ouvindo vocês, quando temos outros artistas aqui e eles se escutam, eles parecem estar um pouco ansiosos ou nervosos. Vocês parecem muito relaxados, tranquilos.

B: É, eu acho que sim. Acho que nos acostumamos com a ideia. É divertido ver a sua música por aí. É muito legal, uma situação bem legal.

Naga: nos conte sobre esse álbum, como que ele foi feito, e como ele é comparado ao último.

Tristan: Nesse álbum nós realmente tiramos um tempo para fazer, nos focamos bastante nas letras, eu acho que é bem diferente para esse álbum. O primeiro e o segundo foram, eu não diria corridos, mas com menos foco nas letras, e eu acho que nós éramos menos preocupados. Nós estávamos bem mais preocupados com esse álbum, nós temos trabalhado nele por uns 2 anos, e nós estamos muito orgulhosos dele e foi maravilhoso como ele se tornou.

Naga: Então o que os fãs vão escutar desse álbum que é diferente dos outros, já que vocês foram mais preocupados e passaram mais tempo escrevendo?

J: Eu acho que quando nós estávamos…com certeza, quando fizemos nosso primeiro álbum éramos meninos de 16/17 anos, e agora estamos nos nossos 20 anos. Esperamos que os fãs vão ser capazes de essa progressão gradual, musicalmente, mas também pessoalmente, como pessoas. Nós tivemos muita sorte de já ter feito algumas turnês pelo mundo, desde o primeiro álbum e esperamos que isso seja refletido na nossa música. É, nós gostamos de pensar que os fãs vejam quem nós somos de verdade.

Naga: Vocês precisam tomar bastante cuidado né, quando vocês estão escrevendo e pensando se seguem em frente e tentar atrair novos fãs, mas também querem manter os que já tem?!

B: Sim

T: É muito importante para nós, nos preocuparmos com os fãs que estão conosco desde o primeiro álbum, mas também, como qualquer banda, queremos crescer e atrair fãs mais velhos e até fãs mais novos, do que aqueles que nós já temos. E nós tocamos naquele festival ontem e eu nunca tinha visto tantos pais no público, e foi até bem engraçado. E estamos nesse estágio de que estamos atraindo pessoas que não seriam fãs do The Vamps no primeiro álbum, mas que são fãs agora.

Charlie: Viram muitas danças ruins de pais no Festival?

B: Até que foi tudo bem!

Charlie: Algum em particular chamou a sua atenção?

B: Tinha um pai que tinha um tipo de chapéu rosa…

Charlie: Tipo uma peruca?

B: Sim, uma peruca rosa. Que ele decidiu colocar, ele tinha uma cerveja na mão, e dançando.

Charlie: Imagina, isso deve ser bem legal, quando você vê alguém que, não liga e se solta, e vocês estavam no Festival?! Deve ser bem legal!

C: Sinto que nós fazemos a mesma coisa, quando vamos a algum festival, arrasar com uma peruca e se divertir.

T: Ter um bom tempo, se divertir.

Naga: Aliás, vocês sabem quem estava naquele show?

B: Ah, sim!

Naga: *Nome de alguém da equipe* Aparentemente, ela estava cantando uma música do Queen, nós temos gravado.

B: Nós precisamos ver as evidencias. Ela nunca mencionou nada para sobre.

Naga: Bom, porque você estava pulando no palco enquanto estava acontecendo. Ela é poderosa, não para nunca.

Charlie: Nós temos evidencias, mas mostramos depois. Então nós temos a parte mais jovem da banda desse lado, e o lado um pouco mais velho do outro lado.

T: É, mas só 6 meses.

Charlie: Mas vocês estavam falando antes, que vocês tinham por volta dos 16, quando vocês começaram. Isso quer dizer que vocês perderam a fase der ir para festivais ou esse tipo de coisa? Porque muita gente nessa idade vai começar a ir para Festival de Reading, muitas vezes depois dos GCSEs (prova tipo enem), vocês estavam ocupados trabalhando ou tiveram a chance de fazer essas coisas?

B: Nós vivemos uma adolescência muito cheia, e ainda vivemos, e nós amamos, fizemos coisas que nós sempre sonhamos. Eu e o Tristan fomos para o Festival de Reading, para o final de semana antes de tudo começar com a banda, então ainda conseguimos fazer esses tipos de coisas normais, mas nós somos tão gratos e tão sortudos pelas oportunidades que nós tivemos até agora na nossa vida. Se tudo acabasse amanhã, nós estaríamos felizes de como tudo aconteceu.

Charlie: Deve ter sido uma loucura porque, um ano vocês estavam lá como fãs e no ano seguinte, não necessariamente em Reading, mas em festivais, no seu próprio palco.

T: Isso é muito legal porque nós temos a oportunidade de tocar nesses festivais, que nós íamos de qualquer jeito, e agora vamos e ganhos ingressos de graça para nossa família e é ótimo, um ótimo evento.

J: E ir à um festival de carros foi mais legal ainda!

Charlie: Vocês agora estão parecendo como um grupo de meia idade.

Naga: Eu acho que isso foi uma distração, porque pelo o que eu escutei, vocês nem sempre se comportam do jeito que o seu empresário de turnê gostaria que vocês se comportassem. Como, quando se perderam no Peru?! Vocês podem nos contar mais sobre isso?!

J: Eu fui o que mais me perdi no Peru, porque eu saí para uma viagem durante o dia com o nosso câmera Dean e nós acabamos chegando em uma cidade, que parecia favela, no meio das montanhas do Peru, e nós estávamos sendo perseguidos por um grupo de cachorros selvagem, de verdade! Deu muito medo, mas…

Naga: E você não aprendeu a lição e não escutou o que o seu empresário de turnê falou, para você ficar no hotel e vá cedo para cama?!

Charlie: E parece que vocês levam vantagem, porque muitos artistas falam que quando estão em turnê não tem tempo para ver o lugar que estão ficando. Vocês fazem turnês mundiais, eu quero dizer, deve ter um pouco de curiosidade, vocês são jovens e querem conhecer os lugares. Não ficar somente dentro do hotel e depois ir para o show! Vocês têm chance de fazer isso?

B: Sim, nós temos. Nós tentamos o máximo possível, especialmente porque nós voltamos para casa, depois das primeiras turnês, e eu conversa com meus amigos, que perguntavam “Então, como foi no Brasil, como que era”?  e eu respondia “Eu não sei, porque eu não sai e vi nada”. Mas eu acho que como estamos mais velhos, eu acho que é mais legal observar as cidades que você vai, porque nós vamos para uns lugares muito bonitos.

Charlie:  E o Brasil, por exemplo, o The Vamps é grande no Brasil? Vocês já foram para lugares que ficaram surpresos pela quantidade de fãs que vocês atraem?

T: Na primeira vez que nós fomos, tocamos em uma Arena na Argentina, foi muito louco. E depois saímos para comer um delicioso churrasco e vinho. Mas é muito doido ir para esses lugares e ver o poder da internet, o como é uma plataforma tão poderosa e tão internacional, desde o primeiro dia da banda. Dá uma vantagem para o The Vamps.

Naga: Quando nós apresentamos vocês no programa, Connor, falamos que vocês tiraram o Ed Sheeran do topo das paradas do Reino Unido. Vocês o conhecem? Vocês conheceram pessoas como a Taylor Swift, e saíram em turnê com ela. Quem está na lista de desejos para colaborar no futuro? Você pode nos dar uma dica de quem será?

C: Agora nós não estamos pensando muito nisso, nós queremos fazer o que sabemos fazer no momento. Mas, nós adoraríamos trabalhar com o Ed Sheeran, Taylor Swift, The Chainsmokers seria incrível, bandas como Coldplay. São inspirações, com certeza.

Charlie: Quando vocês tiraram o Ed Sheeran do topo das paradas, o que foi uma grande realização, o telefonema aconteceu, ele ligou, vocês trocaram qualquer tipo de mensagem?

B: Ele não liga mais, não manda mensagem.

T: Para ser franco, eu acho que ele deve estar bem feliz, depois de ficar no topo por treze semanas…

Charlie: É, ele foi super bem…

B: Ele já ficou lá por tempo suficiente.

T: Nós somos muito gratos aos nossos fãs, que nos deu esse número um, foi uma batalha bem difícil para chegar onde chegamos, mas a Vamily conseguiu.

Charlie: Muito obrigada! Foi muito bom ter vocês aqui!

Naga: Como você chamou? Vamily?

T: Isso, Vamily!

Naga: ah, legal! Eu entendi, Vamps, Vamily (Family=família).

Charlie: Nós fazemos parte agora!B: Membros honorários.

Naga: O álbum já está disponível e se chama “Night & Day: The Night Edition”. Connor, Bradley, Tristan e James, muito obrigada!

Todos: Muito obrigada!

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY